reverencia

O povo japonês tem uma forma muito especial de se cumprimentar. Nada de aperto de mão e muito menos beijinhos no rosto. No Japão, a forma mais comum de cumprimento é a reverência oriental, conhecida como ojigi. Esse ato de se inclinar para frente pode parecer fácil, porém é mais complicado que parece. O gesto não serve apenas para dizer "oi", "tchau" ou "bom-dia". Ele é usado como forma de agradecimento, como pedido de desculpas ou quando se é apresentado a alguém. Além disso, ele deve ser acompanhado de palavras adequadas, para expressar a intenção da pessoa. No Japão ao realizar um cumprimento deve-se seguir a hierarquia de status, isto é, o mais novo sempre cumprimenta antes o mais velho.

Outras formas de cumprimentos no Japão:

Keirei: Esta é a saudação padrão, usada para cumprimentar os amigos e familiares. Ao se encontrar ou se despedir, as pessoas sempre inclinam o tronco em 45 graus.

Kirei: Muito utilizada no passado, caiu em desuso nas últimas décadas. A saudação, adotada tanto em ambientes internos quanto na rua, era realizada a partir de uma postura chamada kiza, em que a pessoa fica de joelhos.

Eshaku: Tem inclinação de 15 graus e é praticado o tempo todo. Não é uma demonstração de respeito ou afeição, mas apenas de cordialidade. Serve, por exemplo, para agradecer ao sair de um restaurante.

Saikeirei: Feita como prova de respeito à hierarquia, exige uma inclinação de 75 graus. Até o fim da Segunda Guerra Mundial, era utilizada para louvar o imperador. Fazia-se a reverência até para quadros com imagens do monarca.

Dogeza: Reverência muito usada no Japão feudal. Quando encontrava o senhorio, o homem comum tinha que se ajoelhar e fazer uma saudação profunda, tocando a testa no chão. Hoje em dia, só é utilizada para pedir perdão por uma falta grave.

Tradutor

 
 

Chat Box