oshougatsu

Esse é o ano novo japonês, o principal e um dos mais importantes feriados do calendário nipônico. Diferente das festas que temos no Brasil, não existe a tradição de usar roupa branca, dançar, gritar e abrir champanhe.

Neste período é realizado uma série de preparações e rituais para recepcionar o ano que está por vir, com o objetivo de trazer boa sorte e renovação para a vida de todos.

Elementos que fazem parte do Oshougatsu:

kagamimochiKagamimochi: A árvore natalina, no Japão, é substituída por um enfeite composto de dois bolinhos de arroz (mochi), um maior, que serve de base e outro menor, que fica sobre ele. No topo, coloca-se um daidai (espécie de laranja amarga japonesa). O enfeite ainda recebe folhas de matsu (tipo de pinheiro). A decoração é preparada no dia 30 de dezembro e desfeita, geralmente, no segundo domingo do novo ano. Ela é oferecida a Buda e simboliza a expectativa de boa sorte, felicidade e prosperidade.

kadomatsuKadomatsu: é um arranjo composto por bambus e folhas de matsu (espécie de pinheiro), que simboliza a longevidade e a alegria. São colocados aos pares na frente das casas japonesas, ou em outros lugares estratégicos, a fim de atrair o deus da colheita. São dispostos depois do Natal até o dia 07 de janeiro, e são considerados lares temporários de deuses.
O propósito das cerimônias de ano novo é honrar e receber o toshigami (divindade), que então trará boa colheita aos agricultores e conceder bençãos aos antepassados.
Após o dia 15 de janeiro, o kadomatsu é queimado para apaziguar os deuses, ou toshigami, e libertá-los.

osechi ryouriOsechi-Ryori: Originalmente Osechi Ryori significava os pratos servidos em determinadas ocasiões festivos como oferta aos deuses. O Dia de Ano Novo é considerado como um dos mais importantes eventos festivos. Prepara-se uma variedade de ingredientes arranjados artisticamente em um conjunto de bento (marmitas), tais como ovas de arenque temperadas, feijão preto doce, rolos de algas, salada de cenoura e nabo cortados em tiras, raízes de vegetais cozidas, etc. Hoje em dia acrescentam-se pratos chineses e ocidentais e encontram-se disponíveis conjuntos de Osechi já prontos em qualquer grande armazém. Os pratos de Osechi são confeccionados com antecedência e servidos durante os primeiros três dias do ano, de forma a que as mulheres da família possam descansar das tarefas diárias da cozinha durante o período de férias do Ano Novo.

ozoniOzoni: A primeira refeição do ano para o japonês, a qual simboliza sorte e graça dos deuses durante o ano para aquele que o consome. É um prato considerado sagrado, desde o século 15, quando se prepara com o mochi (bolinho de arroz), e outros ingredientes à base de peixe, alga marinha e legumes. O significado é de "mistura" com "nova chama" para iniciar o Ano Novo com vigor.

 

amazakeAmazake: tradicional vinho de arroz, é uma bebida feita de arroz fermentado, levemente adocicado, espessa e de baixo teor alcoólico. É também conhecida como saquê doce e é muito comum encontrar essa bebida nos templos durante o Hatsumode, podendo ser servido como bebida, sobremesa, lanche ou até molho para salada.

Como o Ano Novo no Japão é em pleno inverno, o Amazake é servido quente e com um pouco de gengibre ralado, o que ajuda os frequentadores dos Santuários a se esquentarem. Além de ser muito nutritivo, os japoneses acreditam que essa bebida cura até ressaca.

otosoO-toso (saquê doce): Uma bebida condimentada com ervas medicinais e servido em recipientes com copos decorados para celebrar o Dia de Ano Novo. Ajuda a digestão e é eficaz contra o peso no estômago em resultado dos pratos de Ano Novo. De acordo com os antigos, o vinho espanta o mal, trazendo-lhes saúde e vida longa.

Tradutor

 
 

Chat Box